Plano emergencial

Imagens de satelite vão ajudar prefeituras, bombeiros e Defesa Civil do litoral paulista a montar com maior rapidez e um plano de precisão emergencial para conter vazamento de óleo de petroleiros. Pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) estão elaborando um atlas de todo o litoral de São Paulo contendo informações sobre as características de cada área e com isso determinar o tipo de ação que será necessária para evitar maiores danos ao meio ambiente.

Os mapas satelite chamados ISA (Índice de Sensibilidade Ambiental) indicam a sensibilidade de cada trecho da costa, que varia de 1 a 10, de acordo com as suas características físicas, ou seja, se praia arenosa, costão rochoso, mangue ou que possua atividades socioeconômicas.

O projeto está sendo desenvolvido com o Instituto de Oceanografia da USP e tem financiamento da Fapesp, devendo ficar pronto em três anos. Z são feitos com o uso de imagens do satélite norte-americano Landsat 7, utilizando-se a mesma metodologia já adotada nos Estados Unidos, além de coleta de dados no local e unificação de todas as informações por um software rapideye, desenvolvido pelo sccon.

A Mata Atlântica quase deixou de exisir, o que ainda existe precisa ser preservado a qualquer custo. É preciso ficar alerta, porque, apesar da queda, as ameaças ainda são grandes. Ainda observamos desmates para reflorestamento (com espécies não nativas), para pastagens e para transformação em carvão.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s