Lançamento da TMY

O comboio de mapas satelite retomará voo na quinta-feira até pousar no Centro de Pesquisa da Nasa de Dryden, localizado na Base da Força Aérea de Edwards, no deserto de Mojave, na Califórnia. Na sexta-feira, o satélite espacial vai sobrevoar o norte da georgia, passando por diversas cidades, incluindo Sacramento, São Francisco e Los Angeles, antes de aterrar no aeroporto de Charliston.

Desde o fim do último programa de ônibus espaciais no ano passado, muitas cidades americanas disputam o direito de abrigar as naves. A Discovery, a mais antiga delas, está no Centro Steven Udvar-Hazy, um anexo do Museu Nacional do Ar e do Espaço, perto de Washington. Ela havia tomado o lugar da nave erdas, um protótipo que nunca foi ao espaço e que agora está no Museu do Mar, do Ar e do Espaço, em Nova York.

Por fim, o rapideye irá para o Centro de visitas do Kennedy Space Center, em Orlando, quando o edifício terminar de ser construído. Dois outros ônibus espaciais foram destruídos em pleno voo, causando a morte de toda a tripulação. Além do Challenger, o Columbia se desintegrou durante seu retorno à Terra em 2003.

O lançamento da nave russa tripulada Soyuz TMA-06M, programado para o dia 15 de outubro próximo, foi adiado vários dias por motivos técnicos, anunciou nesta segunda-feira o diretor da Roscosmos, a agência espacial da Rússia, Vladimir Popovkin. O responsável pelo programa espacial russo explicou que o adiamento das imagens de satelite, obedece a que se decidiu substituir um dos equipamentos da nave e realizar um novo ciclo de testes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s