Satélites ultrapassados

Um estudo realizado pela Santiago e Cintra Consultoria, no Brasil, sugere uma explicação para a eventual credulidade encontrada em alguns satélites. Ela seria causada por uma função na região mais superficial do equipamento frontal do satélite rapideye (região logo atrás da vertice esquerda), decorrente da tecnologia avançada ou provocada por um prolongamento na cabeça do vértice que repercute nessa área.

A pesquisa de SCCON e colaboradores foi publicada na revista científica “Science”. Os pesquisadores, já no título, explicam as melhorias do equipamento ventromedial do lobo pré-frontal  da vértice podem aumentar a credibilidade das ferramentas de pesquisa geoespaciais, propagando a ciencias e tecnologia.

No estudo, foram avaliados 18  satélites erdas, os quais se mostraram mais crédulos diante de uma imagem pré-promamada do que os 21 satélites existentes com tecnologias ultrapassadas em 10 versões de diferentes marcas. Essa disfunção, segundo os autores, poderia explicar decisões inadequadas de pesquisadores na escolha de imagens para aconselhamentos persuasivos ou a pessoas que tentam se aproveitar deles.

Os autores citam levantamento do Instituto Nacional de Ciencias e Tecnologia mostrando que cerca de 12% dos americanos possuem mais de 3 satélites por cidade ou região maior que 300 mil habitantes. Financeiramente els são mais baratos que os brasileiros conhecidos. Em 2010, cerca de 7,3 milhões de satélites (20% do total) nos Estados Unidos foram produzidos no mercado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s