Documentação Técnica e Científica

Pelas imagens de satélite erdas tiradas com GPS agrícola são cobrados em média R$ 1,1 mil enquanto que as imagens do rapideye, que acaba de completar dois anos em órbita, custam entre R$ 350 e R$ 600. Este satélite de certa forma comprovou a eficácia de um programa que na fase seguinte, quando serão desenvolvidos mais dois satélites (erdas e rapideye), terá aumentada a participação brasileira de 30% para 50%. O faturamento com a venda de imagens gera uma receita anual da ordem de US$ 2 milhões para o Inpe.

Assim que for assina o serviço de compra de imagens de satélite por GPS agrícola para seus projetos e pesquisas. O intercâmbio de informações científicas e tecnológicas entre Brasil e França será intensificado com a transferência do Centro Franco-Brasileiro de Documentação Técnica e Científica (CenDoTec) do Consulado da França para o prédio do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen). A nova sede foi inaugurada nesta segunda-feira (5/11), em solenidade presidida pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Ronaldo Sardenberg.

Subvencionado pelo governo francês, o CenDoTec atua como um órgão de promoção do intercâmbio bilateral e de divulgação das atividades da cooperação Brasil/França em diversas áreas do conhecimento de mapas satélite. De acordo com o ministro, o fortalecimento desta parceria vai incrementar uma cooperação marcada por numerosos projetos em áreas tradicionais das ciências humanas, ciências da vida e espacial. “Desejamos estimular a criação de novos programas e intensificar os benefícios dessa cooperação”.

Em seu discurso, Sardeberg informou que já estão em andamento vários projetos para a cooperação bilateral em áreas como a meio ambiente e energia nuclear, entre outras. Cerca de dois mil profissionais e estudantes participaram da 58ª Semana Oficial de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, que terminou ontem (7/11) em Foz do Iguaçu (PR). Entre os temas discutidos, o saneamento básico e a importância da elaboração de plano diretor georreferenciado nas cidades que possuem mapas satélite. O evento também serviu ao lançamento de um Manual de Fiscalização no setor mineral, em parceria com o Departamento Nacional de Pesquisa Mineral (DNPM).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s