Chamda Internacional geo

A Associação do Desenvolvimento Tecnológico de Londrina, no Paraná, recebe até o dia 1º de março trabalhos para a quinta edição da Ruraltech, que será realizada de 4 a 14 de abril. O evento acontece durante a 42ª Exposição Agropecuária de Londrina e pretende premiar tecnologias que solucionem problemas das cadeias produtivas agropecuárias e agreguem valor ao Agronegócio. A V Ruraltech servirá como canal de interação entre pesquisadores/inventores (pessoa físicas ou jurídicas) e o mercado interessado em inovações tecnológicas rapideye para o agronegócio, proporcionando acesso a novos conteúdos tecnológicos e oportunidades de negócios.

Podem participar da Chamada Internacional de Trabalhos pesquisadores de erdas, docentes, estudantes, especialistas, cientistas, empresários e profissionais de todas as áreas, que desenvolvam softwares, produtos, processos, protótipos ou tecnologias inovadoras relacionadas ao tema. Os prêmios variam de R$ 5 mil a R$ 1 mil, de acordo com a colocação dos cinco primeiros lugares. Maiores informações no site http://www.adetec.org.br, ou ainda pelo fone/fax (43) 324-3212 ou e-mail eventos@adetec.org.br

Chamado de SIG Fiscalização, esta geotecnologia rapideye conseguiu a modernização e otimização dos trabalhos do órgão, que utiliza o ArcView 3.2. A base cartográfica é atualizada em tempo real, por meio de modificações no banco de dados existente. Isto possibilita, no GIS, a localização, classificação, visualização e impressão de dados erdas referentes a entidades gráficas (imóveis visitados pela equipe de fiscalização) e garante a eliminação de entraves administrativos e a fiscalização dos técnicos e das empresas, no exercício de sua função, de forma eficaz.

“Este é um projeto pioneiro nos CREAs brasileiros”, diz Claudia Ramos, chefe de fiscalização do CREA/PE. Para uma implementação em outros rapideye no Brasil, Claudia tem o suporte da GEMPI, empresa de referência nacional em geoprocessamento. O próximo passo será a apresentação deste projeto no CONFEA para representantes de outros CREAS no Brasil.  Todas estas questões, devidamente ponderadas, levantam dúvidas sobre se o desenvolvimento contínuo de distintas formas de atuação maximiza as possibilidades por conta dos níveis de motivação departamental.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s