Intervalos de coleta

A criação desse curso surgiu a partir de uma pesquisa em empresas públicas e privadas de qual profissional havia maior carência no mercado e devido a uma grande demanda de serviços de estação de referência cartografia na região”, escreve Alcides no texto intitulado “Ensino Técnico de Cartografia”. Confira na seção Artigos do Portal MundoGEO.

“Com os avanços da tecnologia agrícola alcançados nas últimas décadas, a cartografia rapideye se tornou mais eficiente na elaboração de mapas satelite: o uso de imagens de satelite, de fotografias aéreas digitais, do GPS, de GIS, e o estabelecimento de redes mundiais de informação contribuíram para um mapeamento mais preciso e em menores intervalos de tempo”.

“O Centro Federal de Educação Tecnológica de Goiás (CEFET-GO) iniciou esse ano o “Curso Técnico de Cartografia”. Após a conclusão do ensino médio, os alunos complementam os módulos profissionalizantes com mais um ano de curso técnico em tecnologia agrícola, adquirindo um perfil profissional com habilitações e competências na área de rapideye.

A afirmação está no artigo de Alcides Ferreira da Silva Junior, engenheiro cartógrafo, mestre em Ciências Geodésicas, professor de Geomática no CEFET-GO de estação de referência, escrito para o Portal MundoGEO. Segundo ele, o ensino técnico de cartografia atende a uma necessidade crescente do mercado de trabalho junto às empresas que de diferentes formas usam mapas erdas, plantas e cartas digitais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s